quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Bidê ou Balde



Dá para dizer que são o Ultrage a Rigor do Sul. Com letras bem humoradas - e guitaaaaaaaarras - a turma da Bidê ou Balde ganhou a gurizada dizendo que Se sexo é o que importa, só o rock é sobre amor, nome do álbum que nos presenteou com Melissa, Buddy Holly (versão em português para o som do Weezer), E por que não (antes da polêmica com a letra) e Sr. Promotor. Bons tempos aqueles, no meio da adolescência e as rádios tocando rock and roll. A bola da vez era o rock and roll. Que saudade!

Na sequência, veio Outubro ou nada, com Cores bonitas, Microondas, Bromélias e Matelassê. Mais rock chiclete para nos fazer pular enlouquecidos. Pular felizes antes do drama emo. Carlinhos de terno e gravata, os demais com caras de sério, de óculos escuros, e as garotas com roupas coloridas, fazendo o backing vocal teatral, como se saíssem de um desenho animado. Com toda essa formulazinha, poderia ter tudo para ser ruim, mas Bidê ou Balde sempre foi bom pra caramba. Senso de humor que faz falta nas letras que ouço por aí. E foi assim que eles entraram nessa história: dando risada. 

Nenhum comentário: