quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Linkin Park



Eu realmente gosto de guitarras. Gosto tanto que, qualquer som misturado com elas passa a fazer parte do meu playlist. O RAP-Metal do Linkin Park me passaria batido, não fossem as guitarras malvadas dos refrões. Crawling, Points of authority, In the end, todas com seus clipes futuristas, com minha TV a todo volume na MTV. Eram tardes e tardes.

Linkin Park era tão upgrade, tão hightech, tão... Tão... Novo. Acho que era isso: Linkin Park era novo. E é estranho pensar que eu - que sempre gostei da old school - fosse gostar do RAP-Metal. Porque nunca fui muito do RAP, muito menos do metal, mas os caras me ganharam naquele ano de 2001, 2002. Hoje, confesso que não acompanho muito, mas quando toca no rádio, vem aquela nostalgia boa...

Nenhum comentário: