segunda-feira, 14 de março de 2011

Os Replicantes


Simples e tosco. Direto e reto. Replicantes é rock and roll sem xa-lá-lá. Ou melhor, punk rock puro e simples. Muito ouvi o quarteto punk gaúcho no meu Ensino Médio. Acompanhada do Jé e da Rê, cantávamos Sandina e Astronauta na calçada. Tocava quase todas do CD ao vivo que comprei, aquele que tem o Gerbase nos vocais (Wildner que me desculpe, mas prefiro bem mais o Gerbase no vocal...).

"Agora, eu vou te confessar
Tomei um pó de guaraná
Pra ver se eu conseguia
Dizer que te amo..."
[Pra ver se eu conseguia - Os Replicantes

Justamente por ser tão tosco é que eu gosto. São letras que às vezes nem rimam, acordes que se repetem, fumaça cinza de punk rock em uma tarde de chuva, e mesmo assim é bom. Mesmo assim, pode ser feliz. A gurizada dança Replicantes, faz roda punk, brinca, se joga na terra. Poucas bandas conseguem isso. Minhas preferidas são: Sandina, Surfista calhorda, Nicotina, Pra ver se eu conseguia, Astronauta e hippie-punk-hajneesh. Um, dois, três, quatro!

Nenhum comentário: