segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Bandaliera

Conheci através do meu primo Júlio. Os domingos de churrasco na casa dele sempre tinham um CD da Bandaliera de fundo. Mônica Tricomônica, Terceiro Mundo e Campo Minado foram as primeiras pedras. E a segunda é uma das minhas músicas preferidas do rock and roll do Sul.

Tempos depois, eles voltaram com o Bye Flowers, último CD da banda antes de Alemão Ronaldo seguir carreira solo. Desabrigado - música do Barão Vermelho - era minha preferida.

"...É campo minado, é campo minado
Saca onde pisa, meu chapa
Desdobra esse lance, dá uma pernada
Pra lá do arame enfarpado..."
[Campo Minado - Bandaliera]

2000 (O mundo não vai acabar) é um baita som, que cantamos em uma festa de Ano Novo uma vez. Lance certo, Madame Satã, Brotinho Chinês, Lero-lero, Não consigo mais lembrar, Slow Motion, todas faziam parte do mesmo CD. Dava para apertar o play na faixa um e deixar rolar até a 12 sem medo. Depois, Alemão lançou CD’s solo. Me leva pra casa e A sombra do teu amor figuraram pelas rádios. Rock and roll.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Garotos da Rua


Essa foi uma porrada. Um cruzado de direita que me fez pensar: “cara, era isso que eu queria fazer”. Eu tinha 13 para 14 anos e estava ouvindo walkman na calçada de casa quando tocou Tô de saco cheio.

Eu já conhecia Garotos da Rua, a música não era novidade, mas naquele momento eu percebi que aquele era o tipo de rock and roll que eu queria fazer, ou que eu gostaria de ter feito. Isso em uma época em que eu sonhava ter uma banda. E os Garotos da Rua foram os culpados.

Sou anjo, sou demônio
Posso ser seu protetor
Se você andar comigo
Posso até pensar no amor

[Harley Davidson Blues - Garotos da Rua]

Harley Davidson Blues e Sabe o que acontece comigo vieram na sequência. Depois, através de meu primo Júlio, conheci o trabalho solo do vocalista Bebeco Garcia e acabei comprando o CD ao vivo Bebeco Garcia e O Bando dos Ciganos (com Fábio Lee na bateria e Egisto Dal Santo no contra-baixo). E, nesse disco, Tô de saco cheio tem participação de Charles Master - do TNT - e Alemão Ronaldo - da Bandaliera.

Ando sempre por aí, muito alto sem cair
Quase nunca podendo dormir
O sangue corre nas veias
Na velocidade da gasolina no motor
[Caminho da estrada - Garotos da Rua]

Em 2004, sem Bebeco Garcia e com King Jim nos vocais, os Garotos da Rua voltaram, com Justino Vasconcelos na guitarra. Boneco de mola, Não posso mais, Canos silenciosos (do Lobão), A portas fechadas, Caminho da estrada, todas porradas sonoras rock’a’power roll explosion. O hard bandido dos Garotos da Rua. Eternos culpados pelo meu lado rock and roll.

Cascavelletes


Antes de formarem Os Cascavelletes, Nei Van Soria e Flavio Basso eram do TNT. Foi a primeira das muitas “rotatividades” do rock gaúcho. Entretanto, TNT é TNT e Cascavelletes é Cascavelletes. Apesar de terem integrantes em comum, é impossível confundir as bandas, graças aos seus estilos bem definidos.



Dirijo táxi a noite toda
Só vejo confusão
Garotas que querem garotas
Rapazes na contramão

[Eu quis comer você - Cascavelletes]

As primeiras músicas dos Cascavelletes que ouvi foram Sob o céu de blues, Moto, Nega Bom-bom e Jessica Rose. Porém, não lembro da circunstância. Lembro que meu primo Gui conseguiu de alguma forma um CD deles, o Rock’A’ula, que depois acabei comprando em uma loja, quando estava no segundo grau. E foi então que conheci as pedras Gato preto, Sorte no jogo azar no amor, Garota da Rua, Banco de trás de um Cadillac, Eu quis comer você, Baby Satanás e Lobo da Estepe.

Aprendi a tocar quase todas e passava tardes cantando com minha amiga Rê. Legal era quando passavam os clipes deles no Radar (TVE). Era muito rock and roll. 

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

TNT


É uma das bandas mais conhecidas do chamado rock gaúcho. Conheci na casa da minha prima, em Canoas. Acho que a primeira pedra foi Não sei e depois Cachorro Louco. Tocava até bastante no rádio. A princípio, era só essas duas que eu conhecia quando pequena.

Foi quando comecei a me interessar por rock and roll que conheci os caras mais a fundo. Então, me apaixonei pela jaqueta jeans desbotada do Charles Master - antes de me apaixonar pela do Cazuza. E junto a isso veio minha paixão pelo rockabilly. Mas as pedras que fizeram mais estrago foram Liga essa bomba e Desse jeito.

Eu fui comer num chinês
Não tinha grana pra pagar
Eu fui transar com você
E não tinha cara pra chegar

[Desse jeito - TNT]

No violão, tocava Gata Maluca, Identidade Zero, Eu tô na mão, me dá o cigarro, Nunca mais voltar, Baby... Ah, e também Não sei, Cachorro Louco, Liga essa bomba e Desse jeito. Foi com TNT que aprendi a tocar o ritmo rock and roll nas aulas de violão. Naquelas tardes de sol de inverno. Bons tempos.

É muito engraçado porque eu idolatrava muito os caras. E, hoje, passo ao lado do Petraco na Rua da Praia, onde ele toca com a Blue Grass de vez em quando. É bom ver que meus ídolos são de verdade e normais.