quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Camisa de Vênus

Era o verdadeiro rock bandido. O tipo de banda que faz falta por esses dias de hoje. Além de rápido e direto, o Camisa tinha letras criativas e uma pegada rocka-punk-billy de não deixar ninguém parado.

Confesso que quando ouvi Eu não matei Joana D’Arc, não dei muita bola. Minha descoberta do Camisa de Vênus veio em um churrasco de domingo. Meu primo Júlio assumiu as pick-ups e largou a pedra O ponteiro tá subindo. Eu tinha uns 14 anos e o estrago estava feito.

Depois, Marcelo Nova começou a aparecer na MTV, e eu descobri a parceria dele com Raulzito. Sílvia, Hoje, Gothan City, É só o fim, Bete morreu... Todas na versão ao vivo no CD Plugado, que achei de barbada na loja de discos. Camisa de Vênus é rock puro. E faz falta.

"Olhei para o relógio: era uma da manhã
Bem no meio da dança, ela tirou o sutiã
Oh yeah! E eu pagando pra ver
E fazendo rock and roll até o amanhecer..."
[O ponteiro tá subindo - Camisa de Vênus]

Nenhum comentário: