terça-feira, 30 de novembro de 2010

Dire Straits

Mark Knopfler fez com que eu amasse ainda mais as guitarras, com os riffs e solos de Soultans of swing. Conheci os Dire Straits quando pequena. Minha mãe ouvia  a Rádio Continental, onde a música é figurinha carimbada.

Soultans of swing marcou a época em que eu estava aprendendo a tocar violão e pedi para o professor me ensinar rock and roll. Na época, decorei todos aqueles números das tablaturas. Hoje, só sei metade da música, mas prefiro deixar para Knopfler. Ele é que sabe.

Uma vez, quando estávamos em um passeio do colégio, em um parque aquático, tinha uma banda de rock. O cara tocou e cantou Soultans perfeitamente. O que fez com que eu saísse da água e ficasse vidrada. Aos 13 anos, a maioria dos meus colegas – com raras exceções – sabiam quem era Dire Straits e o quanto aquela música era complexa de tocar. Eu era uma figura solitária, enrolada na toalha, em frente ao palco. Só o rock salva.

- Você lembra a primeira vez em que ouviu Dire Straits?

Nenhum comentário: