quarta-feira, 4 de agosto de 2010

ACDC

Conheci o ACDC de ouvir falar. Mas fui ouvir a primeira vez em uma vinheta da MTV. Em 2001, nossa antena passou a captar o sinal da Music Television brasileira e eu pude ampliar meus conhecimentos visuais do rock and roll. E foi uma porrada. Antes, eu só ouvia o rock and roll, não tinha contato com o que era a performance dos caras no palco, com exceção das bandas de rock brasileiro.

Na vinheta, aparecia um “fim de festa”, com todas as pessoas atiradas pela sala, com roupas pretas. Então, tocava o riff de Back in black e um dos caras do sofá levantava o braço, fazendo aquele sinal do rock and roll – levantando o minguinho e o indicador – com a mão sem  abrir os olhos. E a vinheta terminava.
Então, tempos depois, ao descobrir Back in black, associei à vinheta. Essa também foi gravada em um K7, que eu ouvia no walkman andando de bicicleta. A segunda imagem que tenho do ACDC é do Angus Young tocando sobre aquele palco de chão 

Depois, foi nas nossas farras no bar Opinião – em Porto Alegre – que pude dançar Highway to hell. ACDC me lembra duas pessoas, a Rê e a Jéssica. E há duas bandas que fazem um cover perfeito, a Soul Addiction e a Street Flash, ambas de Porto Alegre. Conseguem fazer o vocal agudo igualzinho. ACDC é uma porrada. E por isso está aqui no Rock História.

- Você lembra a primeira vez em que ouviu ACDC?

Nenhum comentário: