quarta-feira, 7 de abril de 2010

Mr. Elvis Presley


Elvis divide com Bill Haley o posto da primeira gravação de rock – embora haja registro de gravações anteriores, mas que não ficaram mundialmente conhecidas. Ambos gravaram um rock pela primeira vez em 1954. A diferença é que Elvis virou o Rei do Rock e popularizou o estilo rockabilly pelo mundo. Se hoje usamos jaquetas de couro e calça jeans, foi porque esses caras começaram a usar na década de 1950.

Depois de ficar carimbado no rock and roll, Elvis foi suavisando o estilo, até cantar músicas doces e apaixonadas como “Love-me tender”. Com isso, o cara virou febre não apenas dos adolescentes da época, mas também de suas mães e avós. Ficou popular e conhecido no mundo inteiro. E foi assim que eu devo tê-lo ouvido pela primeira vez: em uma rádio que talvez nem fosse de rock. Todo mundo conhece o Rei do Rock, mas muitos não lembram quando o viram pela primeira vez. Eu sou uma dessas pessoas. Quando nasci, ele já era rei.

Outra vez, foi Raul Seixas quem me puxou para os anos 1950. Elvis era referência de Raulzito e eu devo ter ido atrás. Apesar de ser uma das figuras mais importantes da música, ainda conheço pouco de Elvis. Sei as canções que tocam mais. Mas admiro pelo talento. O cara é o rei do Rock e ponto.

No ano de 2002 ou 2003, uma gravadora lançou duas coletâneas, com umas 30 músicas do Presley cada uma. Com o lançamento, algumas faixas do rei passaram a circular novamente pelas rádios, como é o caso de Burning love e Blue suede shoes (que é do Carl Perkins, mas ele gravou). E Jailhouse Rock eu conheci na voz do Raulzito, assim como Blue Moon of Kentucky.

A Cacá, minha amiga e colega de aula, comprou uma dessas coletâneas. Ela me emprestou para ouvir. É com certa vergonha que eu digo que, apesar de reconhecer a importância do Elvis, não sou tão louca por ele como deveria ser. Adoro, acho show de bola, mas não tenho o mesmo fanatismo que o Raul tinha, por exemplo. Mas ele é o Rei do Rock e aqui está o relato de como nos conhecemos. Sim, eu conheço o Elvis!

*Você lembra da primeira vez que ouviu Elvis? Conta pra nós!

Nenhum comentário: